06 abril 2005

Av. Paulista - Natingui (Vl. Madalena)

(enviada por Branca Nunes)

Para ir da Av. Paulista até a Rua Natingui (bem no final da Mourato Coelho), na Vila Madalena, sem passar pelo estresse das grandes avenidas, o melhor caminho, na minha opinião, é esse:

1- Para descer até a Rua Estados Unidos existem vários caminhos, eu prefiro descer a Rua Pamplona (dois quarteirões) até a Alameda Jáu. Viro à direita, ando mais uns dois quarteirões e entro à esquerda na Rua Severo Fournier (essa é uma rua bem pequena que só serve para pegar a Av. 9 de Julho).

2- Você vai cair na 9 de Julho automaticamente. Nessa hora eu prefiro pegar a calçada para ir até a Alameda Franca, porque não tem muitos pedestres e a Avenida é muito estreita para competir com os carros. Na Franca você vira à direita e logo em seguida entra na Alameda Casa Branca à esquerda.

3- Desce até a Alameda Lorena, vira à direita e segue em frente. Vai até a Rua da Consolação. Nessa hora rola um pequeno estresse, porque os carros não respeitam mesmo, mas são só dois quarteirões.

4- Quando chegar na Rua Estados Unidos, vira à direita e já vai pegando a faixa da esquerda, para virar na Rua Atlântica.

5- Siga na Atlântica até virar à direita na João Moura, atravessa a Av. Rebouças e entra na Rua Arthur Azevedo à esquerda.

6- Atravessa a Av. Henrrique Schaumann pela própria Arthur e segue nessa rua até a Mourato Coelho. Aí já é um ponto que te leva a vários lugares.

7- Se você quiser chegar até a Natingui, Rua Delfina ou Rua Arapiraca, lugares chaves da Vila Madalena, é só pegar a Mourato à direita (da Arthur) e seguir até o final.

8- No final da Mourato é o seguinte: à esquerda você pega a Rua João Miguel Jarra que termina na Natingui; se for reto você vai encontrar a Rua Delfina que cruza a Arapiraca; e à direita é a Rua Purpurina que te leva para o coração da Vila Madalena, Fórum de Pinheiros e Metrô Vila Madalena, mas é uma puta subida e, para ir para esses lugares o melhor é escolher outro caminho.

31 março 2005

Pça. Panamericana - Cerro Corá

Se você precisa subir da Praça Panamericana (ou das imediações, de Pinheiros), para a av. Cerro Corá, que está na mesma altura da Paulista, as opções são poucas.

1) O caminho mais reto é a subida da av. São Gualter, uma subida reta, longa e íngreme, com muito trânsito, não recomendado.

2) Outra opção é subir a rua Alberto Seabra, que começa na rua Japiaçóia:

Da Pça. Panamericana, pegar a r. Dona Elisa de Morais Mendes (entre o Bradesco e o CB), subir até a rua Alvilândia (no terceiro semáforo, em que há uma praça no cruzamento), virar à esquerda na Alvilândia, seguir até o próximo semáforo e entrar à direita na rua Alberto Seabra. Essa rua sobe até a Cerro Corá, saindo próximo ao Mc Donald’s. É uma subida puxada, mas com pouco trânsito.

3) A melhor opção é subir por dentro de Alto de Pinheiros, passando por ruas tranqüilas, arborizadas, com pouco trânsito e em um caminho em “S” que torna a subida bem agradável.

Da Pça. Panamericana, pegar a r. Dona Elisa de Morais Mendes (entre o Bradesco e o CB), subir até a rua Alvilândia (no terceiro semáforo, em que há uma praça no cruzamento), virar à esquerda na Alvilândia. Seguir pela Alvilândia, cruzar a Alberto Seabra (semáforo) e entrar à direita na Eng. Sá Rocha. Seguir pela Sá Rocha, virar à direita na rua Boquim, e logo na primeira esquerda, chegando numa pracinha rotatória. Virar à primeira direita (rua Maria Leonete da Silva Nóbrega) e à primeira esquerda (rua Pianu) e à segunda direita (rua Madre Mazzarelo). Essa rua sobe até o Mirante da Lapa, no pé da Cerro Corá. Chegando na parte de baixo do Mirante, você pode seguir à direita, continuando a subir até a Cerro Corá, ou à esquerda, margeando o parque até uma pequena entrada da “ciclovia” que cruza o parque, à direita. Entre nesse caminho e termine a subida até a Cerro Corá por dentro do parque, passando entre as árvores.

4) Opção mais curta da opção 3

Da Pça Panamericana, pegar a av. São Gualter (entre o Itaú e o CB) e ir até a praça do restaurante Ilha (onde há uma lombada eletrônica). Pegar a rua que sai à direita do restaurante Ilha (rua Madre Mazzarelo) e subir até a Cerro Corá como na opção 3.

Aproveite, vá até o topo do Mirante e contemple a vista Oeste da cidade.

Av. Paulista - Vl. Clementino (UNIFESP)

O caminho mais óbvio é seguir direto pela Paulista, pegar a Vergueiro, Domingos de Moraes e descer alguma rua (Pedro de Toledo, Borges Lagoa ou outra) na altura da Santa Cruz.

No entanto, esse caminho é todo por avenidas. Se você quiser evitar o trecho mais complicado (entre estações Vila Mariana e Santa Cruz), curtir algumas praças e ruas menos poluídas, aí vai a dica:
1) siga na Paulista até passar a estação Paraíso
2) mantenha-se à direita para pegar a Domingos de Moraes na bifurcação que a separa da Vergueiro. A Domingos é uma rua comercial e a velocidade dos carros é sempre menor do que na Vergueiro. Melhor pra gente.
3) No final da Domingos, pegue à direita na rua Madre Cabrini (esquina do colégio de mesmo nome).
4) siga até uma pracinha chamada Praça da Bíblia. Mantenha-se à direita na rua Nuporanga
5) Cruze a av. Sena Madureira. A Nuporanga se torna r. Mairinque
6) vire à direita na r. Diogo de Faria (a Mairinque termina na Diogo de Faria)
7) Se você for pra UNIFESP, vire à direita na Coronel Lisboa. Se for pra algum outro ponto da Vl. Clementino, vire em outra rua.

29 março 2005

UNIFESP - Sta. Ifigêna

Enviada por Carlos Massayuki Kikuti

Uso esta rota qdo preciso comprar suprimentos de informática e outros componentes bizarros de eletrônica. O caminho é tranqüilo e quase não tem subidas, nem mesmo no retorno. Tem um trecho em que é possível determinar a velocidade máxima da bike... se vc der sorte com os semáforos.


SAÍDA: UNIFESP (R. Pedro de Toledo - MetrÔ Sta Cruz)

1. Suba a R. Pedro de Toledo até a Av. Domingos de Moraes
2. Vire à esq na Domingos e siga em frente, passando pelos Metrôs Vila Mariana e Ana Rosa. Ao chegar no metrô Paraíso, vire à direita na R. Vergueiro.
3. Deste trecho, se os semáforos ajudarem, a descida até o metrô Liberdade pode ser feita em menos de 3 min. O ciclista vai avistar a 23 de maio à esquerda, passará pelo CO do Metrô SP, pelo Centro Cultural Vergueiro, e avistará o Hosp. Beneficiência Portuguesa ao longe, à esquerda.
4. A Liberdade tbém tem seus encantos, mas poucos deles são visíveis da Av. Liberdade. O certo é descer a Galvão Bueno devagar, entrar nas ruas mais bizarras q vc encontrar e procurar nos recônditos mais fedidos do bairro. Garanto que tem muita coisa interessante lá, fora as indicações que só quem entende Kanji vai descobrir... Mas voltemos ao trajeto.
5. Chegando à Liberdade, siga em frente até a Sé.
6. Chegando à Sé, vire à esquerda pela R. Direita ou faça outro caminho que quiser até o Viaduto do Chá. Atravesse o Viaduto e siga até a loja de sua preferência...

CHEGADA: R. Sta. Ifigênia.

Retorno:

7. Acho q o melhor retorno é pela R. Augusta, e é o q costumo fazer:
8. Volte até a Sé e siga as placas indicando a R. Augusta/Av. Paulista
9. Suba a Augusta até a Av. Paulista (é mais fácil do que parece, e é muito mais rápido de bike do que de carro).
10. Chegando à Paulista, vire à esq. e siga até chegar na R. Vergueiro/Domingos de Moraes. Na Paulista o perigo são os taxistas. eles usam aqueles recuos à direita na calçada, por isso cuidado com carros entrando e saindo deles. Os ônibus tbém merecem atenção. Vc vai passar pelo Pq Trianon, o prédio do SESI, do Gazeta, e várias construções antigas da mais famosa avenida do Brasil.
11. Chegando ao metrô Paraíso, atravesse o viaduto que passa por cima da 23 de maio, olhe para baixo e para os lados, lance um olhar arrogante para os carros parados lá em baixo e siga em frente até o metrô Sta Cruz.
12. Passando o Shopping Sta Cruz (que não permite bicicletas nem em suas calçadas), vire à direita na R. Loefgreen e desça até a R. Botucatu. Vc está de volta à UNIFESP.

A maior subida neste trajeto é a da R. Augusta. E é tranqüilíssima.


UNIFESP - USP

Enviada por Carlos Massayuki Kikuti

AÊ! vi q o site ainda está carente de rotas então resolvi mandar a minha. Uso pra trabalho, com a mochila cheia de amostras para analisar num lab da Química da USP, mas é legal tbém como passeio, pq passa por partes bonitas de SP. É um percurso sem fortes subidas, então acho q seria legal para iniciantes no fim-de-semana. O legal é q dá pra desenvolver uma boa velocidade durante boa parte dele, mesmo sendo dentro da cidade. Durante a semana, dependendo do horário, o ciclista se sente ainda mais orgulhoso de passar na frente de todo mundo, e ainda passar na frente do DETRAN... ironias à parte, acho q é um bom trajeto. Costumo fazer em 30 min ou um pouco mais (até o IQ-USP).

Partida: UNIFESP (R. Pedro de Toledo esq com R. Botucatu, Vila Clementino - Metrô Sta Cruz).

1. Siga descendo pela Pedro de Toledo até a 23 de maio.
2. Qdo chegar perto da 23, vire à direita antes do viaduto, sentido DETRAN.
3. Mantenha a esquerda com a intenção de passar na frente do DETRAN. Depois do DETRAN, um semáforo muito perigoso. É melhor esperar a vez pq tem carros vindo de duas direções e seguindo pra duas direções diferentes (23 de maio ou Av. Brasil).
4. Siga em frente após o DETRAN, passando pelo Centro Militar e pelo Monumento às Bandeiras.
5. Pegue à direita e esquerda, seguindo as placas para Av. Brasil.
6. Siga em frente pela Av. Brasil. Aqui andar pela guia pode ser complicado por causa da buraqueira. Mas o pessoal costuma respeitar bicicletas na faixa direita da avenida, desde q vc não vá muito devagar. Se a intenção é passear, dá pra ir pela calçada, que é larga e quase sem pedestres (como qquer região rica da cidade).
7. Qdo chegar próximo à Rebouças (dá pra ver o McDonald´s de longe), atravesse a Av. Brasil para a esquerda (sempre dá um tempo por causa da demora do semáforo), chegando até o "canteiro central" do cruzamento. Aguarde até poder entrar à esq na Rebouças.
8. Entre na Rebouças e permaneça à direita até chegar na Marginal (Shopping Eldorado). Na Rebouças o movimento de carros é intenso, mas eles normalmente convivem bem com as bicicletas, ainda mais depois da reforma, que pôs os ônibus pro meio da avenida.
9. Ao ver o Shopping Eldorado à sua esquerda, prepare-se para cruzar com carros que vêm da marginal e entrar no viaduto que passa por cima do Pinheiros. É necessário ter atenção porque nem sempre os carros a têm.
10. Permaneça à direita no viaduto (não precisa ir pela passagem de pedestres).
11. Vire à direita na primeira saída, mas mantenha-se à esquerda. Carros das duas pistas podem virar à direita para entrar na marginal sentido Sto Amaro.
12. Vire à esquerda após a saída para a marginal, seguindo em frente até o fim da rua.
13. Vire à direita e siga em frente, passando pelas garotas, moças, senhoras e vovós de programa que há por ali.
14. Qdo chegar a uma rotatória, permaneça à ESQUERDA. Há um semáforo nessa rotatória, mas se vc ficar à direita não conseguirá seguir em frente por causa do alto fluxo de carros que viram à direita.
15. Siga em frente após a rotatória até o portão principal na nossa querida Universidade de São Paulo (antes dele há outro semáforo com rotatória, mas se vc chegou até aqui não terá dificuldades).
16. Se quiser cansar um pouco, pq esse trajeto até a minha avó faz pedalando, suba até a Química da USP. Ou vá até o velódromo... sei lá, a USP é grande... dentro da USP, o pessoal de carro NORMALMENTE respeita bicicleta. Mas lembre-se q pessoas com problemas de personalidade e necessidade de autoafirmação existem em todos os lugares.

CHEGADA: Campus principal da USP.

17. Para retornar, alguns pontos devem ser vistos:
Na volta, assim q passar pelo Shopping, vc pode virar à direita e seguir por uma paralela da Rebouças (era sentido obrigatório durante a reforma), que é bem arborizada e tranqüila.
Se não, o retorno é exatamente o inverso até o DETRAN. Daí, o melhor é subir a R. Borges Lagoa. Se vc não tem que voltar até a UNIFESP, pode ir até o Pq Ibirapuera, tomar um suco na R. República do Líbano... sei lá.

28 março 2005

Lapa -> Sé (passando por Pinheiros, Jardins, Vila Mariana, Liberdade)

Saindo da av. Cerro Corá, na altura do Mc Donald’s, descer a rua Alberto Seabra, cruzando a Japiaçoia e virando a esquerda na rua Carlos Norberto de Souza Aranha. Cruze a Dona Elisa de Moraes mendes e siga até a av. Arquiteto Jaime da Fonseca. Vire à direita e no próximo sinal à esquerda (atenção, cruzamento perigoso!), pegando a av. Diógenes Ribeiro de Lima. Prossiga pela Diógenes, pegando uma leve subida (à sua esquerda é a Praça do Pôr do Sol, se tiver tempo, pedale até o topo da praça, que a vista vale a pena), descendo e prosseguindo pela Diógenes até ela acabar, na av. Pedroso de Morais. Pegue a Pedroso à esquerda (neste trecho o trânsito é um pouco mais pesado, mas os carros costumasm respeitar os ciclistas, sempre presentes nessa parte da cidade), siga em frente, cruze a Cardeal Arcoverde, a Teodoro Sampaio, e siga até chegar no cruzamento com a rua Pinheiros (um pouco antes da Pinheiros, do lado direito da Pedroso há a Ciclo Dias Santos, do Carlos, excelente bicicletaria). Pegue a Pinheiros à esquerda e siga até a Joaquim Antunes (entrada à direita, com placa para os Jardins). Pegue a Joaquim, cruze a Rebouças e siga em frente, agora com o nome de Groelândia. É uma rua movimentada, mas espaçosa, cuidado apenas com as ruas à direita, de onde vêm carros que entram na Groelândia. Siga pela Groelândia, cruze a rua Europa. Após cruzar a Nove de Julho, fique atento para o entroncamento com a rua Veneza, à esquerda (muitos carros entram nela). Pegue a Veneza à esquerda (atenção, essa conversão exige cuidado). Siga pela Veneza, cruza a av. Brasil, prossiga até a rua Madre Teodora (uma antes da Estados Unidos). Pegue a Madre Teodora à direita e siga até a Brigadeiro. Pegue a Brigadeiro à esquerda (cuidado nesse entroncamento: há a pista exlusiva do ônibus, que vem pela contramão. Espere o sinal da Groelândia (alguns quarteirões à direita) fechar. Siga pela Brigadeiro até a Marechal Estênio Albuquerque Lima (esquina com o Ginásio do Ibirapuera). Pegue a Marechal à direita, siga em frente, passando pelo Exército à sua direita, até a rua Abílio Soares (quase em frente ao Círculo Militar). Pegue a Abílio Soares à esquerda. Agora começa a subida até o espigão da Paulista. Suba a Abílio, cruze a Tutóia, continue subindo (é uma subida longa, porém suave) até a rua Cubatão, vire à direita na Cubatão, siga em frente, passe pelo viaduto sobre a 23 de maio (contemple a vista à direita, do Ibirapuera e Obelisco, além do trânsito parado lá embaixo) até chegar no cruzamento com a rua Estela (onde está o Colégio Bandeirantes). Pegue a Estela à esquerda (para fazer essa conversão o ideal é parar na Estela quando o sinal estiver aberto para a Cubatão e cruzar quando abrir para a Estela).

Prossiga pela Estela até o fim, chegando na Vergueiro. Cruze a Vergueiro e pegue a pista da direita. Desça a Vergueiro em direção ao Centro, passando pelo Centro Cultural Vergueiro, pela Liberdade, até chegar na Praça João Mendes, nos fundos da Catedral da Sé.


26 março 2005

Centro -> Paulista (via augusta)

O espigão da Paulista (que vai do Jabaquara até a Heitor Penteado) é o ponto mais alto da cidade.

Para chegar na Paulista vindo do Centro, a melhor opção é a rua Augusta: quase plana e bastante segura (apesar da poluição)

Primeiro, uma subida imperceptível de 3 quarteirões. Logo depois um patamar. Outra subida nos últimos 2 quarteirões (um pouco mais inclinada que a primeira, mas bastante tranquila).

Apesar do movimento constante de carros, ônibus e motos, o trânsito pesado obriga os motoristas a andarem devagar.

É um daqueles pontos que, mesmo passeando, o ciclista vai bem mais rápido que os carros.